Alta em Chicago e força do dólar devem favorecer negócios com soja

Local e Data: Goiânia/GO - 12 e 13 de Novembro

O mercado brasileiro de soja espera um dia de melhor movimentação nos negócios, com a desvalorização do real frente ao dólar e a alta nos preços na Bolsa de Mercadorias de Chicago.

CHICAGO

* Os contratos da soja com vencimento em janeiro operam a US$ 8,86 3/4 por bushel, com alta de 0,28%, ou 2,50 centavos, sobre o fechamento anterior.

O mercado se recupera com um movimento de compras por parte de fundos, após enfileirar cinco sessões seguidas de perdas.

     Segundo informações da Agência Reuters, a informação dada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta terça-feira, de que os principais negociadores do país e da China falaram por telefone e concordaram em continuar trabalhando nas questões restantes do acordo também atua como um fator de suporte aos preços.

* Ontem (26), os contratos da soja em grão com entrega em janeiro fecharam com baixa de 8,25 centavos de dólar, ou 0,92%, a US$ 8,84 1/4 por bushel.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com alta de 0,16% a R$ 4,2480.

INDICADORES FINANCEIROS

* As bolsas da Ásia fecharam mistas. Xangai, -0,13%. Tóquio, +0,28%

* As bolsas na Europa operam em alta. Paris, +0,06%; Frankfurt, +0,28%; e Londres, +0,50%.

* O petróleo opera em alta. Janeiro do WTI em NY: US$ 58,46 barril (+0,08%).

* O Dollar Index registra alta de 0,08% a 98,33 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado brasileiro de soja apresentou preços firmes, de estáveis a mais altos nesta terça-feira. A alta do dólar compensou as perdas da soja na Bolsa de Chicago, o que determinou a sustentação das cotações no país. Mas, o dia foi de poucos negócios, sem lotes significativos movimentados.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos seguiu em R$ 87,50. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 86,50 para R$ 87,00. No porto de Rio Grande, o preço passou de R$ 91,50 para R$ 92,00.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço ficou em R$ 85,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca seguiu em R$ 90,50.

* Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 83,50 para R$ 84,00. Em Dourados (MS), a cotação avançou de R$ 84,00 para R$ 85,00. Em Rio Verde (GO), a saca avançou de R$ 83,00 para R$ 85,00.

AGENDA

– EUA: a segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre será divulgada às 10h30 pelo Departamento do Comércio.

– A posição dos estoques de petróleo dos EUA até sexta-feira da semana passada será publicada às 12h30min pelo Departamento de Energia (DoE).

– EUA: o Livro Bege, relatório com uma avaliação da situação econômica, será publicado às 16h pelo Federal Reserve.

—–Quinta-feira (28/11)

– Alemanha: A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de novembro será publicada às 10h pelo Destatis.

– Feriado nos Estados Unidos – Dia de Ação de Graças.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (29/11)

– Japão: A taxa de desemprego de outubro será publicada durante a noite pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicação.

– Japão: A leitura preliminar do índice de produção industrial de outubro será publicada durante a noite pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

– Alemanha: A taxa de desemprego de outubro será publicada às 6h pela agência federal de emprego.

– Eurozona: A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de novembro será publicada às 7h pela Eurostat.

– Eurozona: A taxa de desemprego de outubro será publicada às 7h pela Eurostat.

– A FGV divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a novembro.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o índice de preços ao produtor referentes a outubro.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Evolução do plantio de soja no Brasil -SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS