USDA traz números baixistas para soja / Conab eleva projeção

     Porto Alegre, 14 de novembro de 2019 – O relatório de novembro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou safra de soja americana inalterada na comparação com os números de outubro. O mercado apostava em corte. Já os estoques foram elevados, enquanto as projeções eram de redução.

     A produção 2019/20 está estimada em 3,550 bilhões de bushels, ou 96,62 milhões de toneladas. O mercado esperava uma safra de 3,513 bilhões ou 95,6 milhões de toneladas. No relatório de outubro, a previsão era de 3,550 bilhões de bushels ou 96,62 milhões de toneladas. Para 2018/19, a previsão foi mantida em 4,428 bilhões ou 120,5 milhões de toneladas.

     Os estoques finais em 2019/20 estão projetados em 475 milhões de bushels, o equivalente a 12,93 milhões de toneladas, enquanto o mercado apostava em número em torno de 11,68 milhões. No relatório anterior, a previsão era de 460 milhões de bushels ou 12,52 milhões de toneladas.

     A previsão para as exportações americanas seguiu em 1,775 bilhão de bushels. O esmagamento está projetado em 2,105 bilhões de bushels, contra 2,12 bilhões do relatório anterior.

     O relatório projetou safra mundial de soja em 2019/20 de 336,6 milhões de toneladas. No relatório anterior, a previsão era de 339 milhões.

     Os estoques finais estão estimados em 95,4 milhões de toneladas. O mercado esperava por estoques finais de 95 milhões de toneladas. Em outubro, a previsão era de 95,2 milhões.

     A projeção do USDA aposta em safra americana de 96,6 milhões de toneladas, contra 96,6 milhões previstos em outubro. Para o Brasil, a previsão é de uma produção de 123 milhões de toneladas. A Argentina deverá produzir 53 milhões de toneladas.

     A produção em 2018/19 teve sua projeção indicada em 358,21 milhões de toneladas. Os estoques finais foram reduzidos de 109,9 milhões para 109,7 milhões de toneladas. O mercado apostava em número de 110,3 milhões de toneladas.

     A safra brasileira foi mantida em 117 milhões de toneladas, enquanto a produção argentina teve estimativa de 55,3 milhões de toneladas.

     A estimativa para as importações chinesas em 2019/20 foi mantida em 85 milhões de toneladas. No ano anterior, o número foi de 82,54 milhões de toneladas.

     Conab

     A produção brasileira de soja em 2019/20 deverá ficar 120,86 milhões de toneladas, segundo o segundo levantamento para a safra brasileira de grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A previsão representa um aumento de 5,1% sobre a temporada anterior, quando foram colhidas 115,03 milhões de toneladas. No levantamento anterior, a estimativa era de 120,393 milhões de toneladas.

     A Conab indica uma área plantada de 36,714 milhões de hectares, com um aumento de 2,3% sobre o ano anterior, quando foram semeados 35,874 milhões de hectares. A Conab trabalha com uma produtividade média nacional de 3.292 quilos por hectare, com ganho de 2,7% sobre o ano anterior.

     O principal estado produtor do país, o Mato Grosso, deve colher 33,187 milhões de toneladas, com ganho de 2,3% sobre o ano anterior. O Paraná tem safra estimada 19,252 milhões de toneladas, 18,5% acima do ano anterior. Os gaúchos deverão produzir 18,518 milhões de toneladas, com retração de 3,5%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA