Algodão registra alta no Brasil seguindo subida de NY e dólar

    Porto Alegre, 11 de novembro de 2019 – Contando com o suporte garantido pela alta combinada do dólar em relação ao real e dos ganhos verificados pelo algodão na Bolsa de Nova York, os preços da pluma voltaram a apresentar alta no Brasil. Na média do CIF do polo industrial paulista a pluma foi cotada a R$ 2,55/libra-peso, com ganhos de 0,32% em relação à véspera. Comparado ao mesmo momento do mês passado acumula ganhos de 2,8%. No FOB do porto de Santos/SP a indicação nesta terça-feira ficou em 63,08 cents de dólar por libra-peso (c/lb). Comparado ao contrato de maior liquidez na Bolsa de Nova York (Ice Futures) o produto brasileiro está 2,3% mais acessível.

     Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, os movimentos das variáveis formadoras de preços nesta terça-feira permitiram que as indicações de venda se aproximassem do custo total de produção. Isso deve motivar os produtores a continuar negociando especialmente produto da safra nova. Até o momento os números da BBM apontam que os cotonicultores brasileiros registraram 545,8 mil toneladas da safra 2019/20, sendo 66% do total para exportação, 20% para o mercado interno e 14% para exportação com opção de mercado interno.

     Nova York

     A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) para o algodão fechou com preços mais altos nesta terça-feira.

     Segundo traders, em uma sessão volátil, NY acabou revertendo após registrar perdas e fechou no terreno positivo em meio a fatores técnicos, com cobertura de posições vendidas. O mercado passou o dia aguardando novidades sobre a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China. Por enquanto, o pessimismo toma conta, em meio ao temor de que uma acordo não seja fechado ainda este ano. A volatilidade do petróleo dificultou um melhor direcionamento do algodão.

     Os contratos com entrega em dezembro/2019 fecharam a 64,74 centavos de dólar por libra-peso, com valorização de 0,45 centavo, ou de 0,7%. Março/2020 fechou a 66,50 centavos, com alta de 0,42 centavo, ou de 0,6%.

     Câmbio

     O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de 0,62%, sendo negociado a R$ 4,1680 para venda e a R$ 4,1660 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,1440 e a máxima de R$ 4,1890.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA